Today is Brasil's Independence Day, and a perfect day to release Motivo. The song came out of my frustration with the Brazilian politics, and was the first song I composed in my ukulele. I showed it to Nando Duarte who graciously played in it, arranged and produced it. Coincidentally, on the day of the recording, my friend and flutist Rebecca Kleinman from San Francisco was in Los Angeles.  Nando created weaving flute lines on the spot, added Clarice Cast on percussion, and I laid down the vocals. All came to life in an afternoon in Santa Monica. 

The photo is by Caesar Lima.

Listen here! 

Lyrics:

É, tenho motivos pra gritar

Sim, tenho motivos pra gritar

Mãe, tenho motivos pra gritar

 

Uma torrente enorme de tanta notícia

Mentiras abafadas, sobra covardia

Quem era tão Valente agora tem azia

Eu vejo o acanhamento dessa gente pia

Dando grana a Deus por uma ideologia

 

O Moro, a Dilma, o Temer e o Lula na cozinha

E o cozinheiro Cunha na patifaria

E o louco do twitter na selvageria

De primeiro mundo sem diplomacia

 

Tenho motivos...

Posso ficar aqui e reclamar da vida

Apavorar o povo e zombar da política

Agonizar na raiva e na antipatia

Mas não votei no homem e creio na alegria

De quem vê beleza nessa cantoria

 

Pre ser honesta sofro de um medo ancestral

Um mal que atinge a todo ser sentimental

Essa paúra aumenta quanto mais recuo

Eu sonho com penhasco enquanto encaro um muro

 

Se você não viu, nem aprendeu meu bem, então

Só vai repetir essa estrada cheia de ilusão

Que tal começar? Recriar a tal revolução? 

Na minha opinião, ela começa aqui no coração.

CAE_3458.JPG

Comment